Eu tenho sido enganado no Instagram

Acho difícil eu ser amado um dia

2020.02.21 14:45 ContapraDesabafar Acho difícil eu ser amado um dia

Tem muita coisa pra ler, mas fico muito grato caso alguém ler tudo.
Acabei de me decepcionar...de novo.
Vinha falando com alguém fazia dois meses. Ela supostamente é pra se mudar pra minha cidade em breve.
Eu, já tendo sido enganado e acho que até traído antes, já não tinha muita facilidade em acreditar que alguém pode gostar de mim. Mesmo assim, eu confiei mais nela do que nas outras, porque ela dava sinais que as outras não davam. Foi sempre muito mais carinhosa.
Eu nunca namorei. Eu tive apenas uma ficante quase dois anos atrás, que ficou comigo por um mês. Eu também saí duas vezes com uma garota quando tinha 16 anos, mas não teve nem beijo e aí ela decidiu parar de falar comigo. Hoje eu sei que é porque ela queria que eu tomasse uma atitude e eu não tomava. Já essa ficante mais recente chegou à colocar que tava namorando comigo no Facebook, e então desapareceu da minha vida duas semanas depois.
Eu tive várias outras paqueras, mas não saí com nenhuma. E os mesmos passos sempre se repetiam:
  1. Eu me sentia confiante, sem nenhum apego à pessoa;
  2. Começava à me apegar, "sabendo" que iríamos sair em breve. A paquera rola solta dos dois lados nesse segundo passo.
  3. Semanas depois, ela sempre fica fria, distante e eu tento consertar as coisas.
  4. Descubro que ela de fato não me quer e já tem coisa melhor pra fazer.
E eu tô no 3 agora. Eu acreditei tanto. Vai ser mais difícil ainda confiar agora, acreditar quando dizem que gostam de mim, pois fica cada vez mais difícil. Todas as coisas que ela falou agora não são nada.
Eu tenho uma conta anônima no Instagram que uso pra ver as coisas sem ser percebido. Ontem de noite, eu vi que ela postou um story que não aparecia pra minha conta normal, e quando eu vi, era uma foto dela com um cara que ela chama de "meu maluquinho." Ela tava na casa dele, e teve na casa dele na noite anterior também. Ele postou um story com uma foto do olho dela. Ela postou foto dos cachorros dele.
Na última semana, ela tem sido distante. Começou uma faculdade sem me falar. Eu questionei, "achei que fosse vir pra cá?", e ela disse que vai transferir. Disse que tá distante porque tá tudo muito corrido. Eu quis acreditar, mas eu já passei por isso e sabia que aí tinha mais coisa. E agora, eu vejo isso.
Quando tudo começou à esfriar, eu tinha feito uma pergunta pra ela, pedi pra ela me falar uma música. Ela visualizou na hora e não respondeu. No dia seguinte, ela me mandou um print do perfil da minha amiga, dizendo que ela sempre vê os stories dela. Eu dei respostas curtas. Ela disse "aiai", me pediu se eu falava com ela, essas coisas. E aí ela pediu pra seguir a minha amiga, que tem conta privada. Eu questionei, e ela disse que pediu pra seguir pra ver quem era, mas que aí decidiu falar comigo. Mas pelo que parece, a conta não bate. Parece que ela pediu pra seguir DEPOIS de falar comigo, como se não acreditasse que é só uma amiga. Me pareceu ciúme, o que me confortou por um dia ou dois.
E ela disse que tava me sentindo estranho, frio com as respostas. Disse que tava dando espaço pra ela (na verdade eu tava magoado com a ausência dela). Ela disse que não quer espaço, só que tá tudo muito corrido. Tentei acreditar e me abri, disse que tava chateado e com medo de incomodar ela. Um dia depois ela responde dizendo de forma expressiva que "não incomodo!!!", rolou uns "eu te adoro"...e aí a frieza voltou. Ela quase não falou comigo essa semana. Chegou um dia em casa e disse que ia tomar um banho e já ia falar comigo, e agora faz uns cinco dias e ainda nada. Mandei uma mensagem hoje, "tá, eu entendi, me desculpa." Eu tenho medo da resposta dela, ou pior, de ela nem responder.
Eu não entendo. Ela fazia chamada de vídeo comigo, pedia por isso, comentava nas minhas coisas, dizia que sonhava comigo, até me pediu pra escrever algo pra ela quando viu que escrevo poesia às vezes, combinamos de fazer tanta coisa e ela sempre quis saber de mim. Por quê? Por quê isso sempre acontece comigo?
Nada dura pra mim. Eu não acho que posso ser amado, ou que saberia aceitar o amor caso alguém me amasse. Sei que ainda é cedo pra falar dela e amor, nem nos vimos ainda, mas acho que sabem aonde quero chegar.
Eu fui muito otimista com ela, TODAS suspeitas que tive dela nas vezes que ela saía se mostravam erradas. Eu tive tantas provas de que ela era honesta comigo. E agora, acostumado à ver as coisas por esse lado, a minha cabeça ainda insiste em dizer que eles são só amigos e que eu tô entendendo errado, porque eu realmente tenho um entendimento fraco do que é amizade e geralmente vejo tudo com uma certa maldade (o que eu odeio). Mas dessa vez, não dá. Faz muito sentido. Ela escondeu isso de mim e tá distante...não tem outra explicação. É óbvio. O meu receio é de ela dar uma resposta ainda mentindo pra mim, me chamando de "amor" como ela costuma fazer e fingindo se importar comigo. Eu provavelmente ia tentar acreditar...só porque quero que seja verdade. Mas eu não vou conseguir aceitar de verdade. A palavra "amor" me machuca.
Eu sou um idiota iludido que tenta ser amado, sendo que eu mesmo não me amo.
submitted by ContapraDesabafar to desabafos [link] [comments]


2019.09.15 08:34 altovaliriano Farpas entre George R. R. Martin e Damon Lindelof (de LOST)

Tudo começou quando GRRM disse ao The New Yorker em 04/04/2011 (portanto, antes do lançamento de Dança dos Dragões e estréia de Game of Thrones) que tinha medo de apresentar um final ruim como o de LOST e ter que enfrentar a fúria dos fãs:
Como muitos fãs de “Lost”, Martin se ressentiu do final místico da série, que deixou dezenas de tópicos narrativos em suspensão. “Assistíamos todas as semanas tentando descobrir, e à medida que a coisa se aprofundava, eu ficava dizendo: 'É melhor que tenham algo bom em mente para o fim. É bom que valha a pena isso aqui’. E então me senti tão enganado quando chegamos à conclusão.”[...]
Martin explicou que ele está ajustando algumas partes de “A Dança dos Dragões” há dez anos. [...] Com o show da HBO chegando e seus críticos online respirando em seu pescoço, a pressão se tornou ainda mais intensa.
"Eu não quero parecer um chorão ou alguém que está reclamando", disse Martin, enquanto a luz do sol da tarde entrava colorida pelos vitrais. "Não! Eu estou vivendo o sonho aqui. Eu tenho todos esses leitores que estão esperando pelo livro. Quero lhes dar algo fantástico. Ele fez uma pausa. “E se eu estragar tudo no final? E se eu fizer um ‘Lost’? Então eles virão atrás de mim com ancinhos e tochas”.
No dia seguinte (05/04/2011), a revista TIME revelou uma entrevista com George que havia sido realizada duas semanas antes, em que GRRM também falava sobre LOST:
Martin: Eu assisti Lost. Eu assisti tudo de Lost e fiquei fascinado, mas você sabe, mesmo na segunda temporada e certamente na terceira temporada, comecei a falar: como diabos eles vão juntar tudo isso? Se eles juntarem tudo isso, será o melhor programa da história da televisão, cara. É melhor que eles saibam como juntar tudo isso! E então, quando cheguei ao fim e eles não colocaram tudo no lugar, na verdade, eles deixaram uma grande bosta em minha porta? Fiquei muito chateado, entende.
Por ter sido um veterano não apenas em escrever, mas também assistir Twilight Zone [Martin foi roteirista de um remake da CBS na década de 1980], foi lá pelo segundo episódio de Lost que eu disse: "Oh, todos eles estão mortos". Todos mortos. Seria assim em meia hora no Twilight Zone de Rod Sterling, em 1958. Mas eles levaram quantas temporadas chegar ao ponto em que eles estavam todos mortos?
[Na citação acima, optei por traduzir literalmente a expressão inglesa "cagar na porta de alguém" (shit on the doorstep) - que significa algo parecido com "apedrejar a mão que afaga" ou "cuspir no prato que comeu" -, porque Martin utilizou a palavra turd ao invés de shit, e Lindelof a ressaltou várias vezes]
Continuando...
Lindelof, que é fã de Wild Cards e ASOIAF, respondeu à fala de Martin durante ambos os dias, com vários tweets sarcásticos e cáusticos (não disponíveis hoje em dia, pois Lindelof deletou a conta no Twitter):
George RR Martin está morrendo de medo de “fazer um LOST”, terminando Game of Thrones horrivelmente. Falando nisso, meu terapeuta acaba de ganhar na loteria.
Obrigado, tweeps. Em nada menos que cinco minutos vocês me fizeram sentir-me melhor*.* Mas, George? Você conseguiu uma rixa, motherfucker.
O Inverno ESTÁ chegando, bitch.
Eu não tenho problema com a opinião dele, eu tenho problema com o fato de ele ter cunhado “fazer um LOST” como empiricamente “arruinar o final”
Eu acabo de ser informado que George está trabalhando em sua réplica na discussão. Ele me entregará em CINCO ANOS!
Dois pontos finais, George. A) Eles não estavam mortos desde o início. B) 1997 manda lembranças. Ele quer seu web design de volta… Eu endosso e defendo o final do show [LOST]. Até que o New Yorker me procure, esta é a plataforma que eu tenho.”
Estas declarações foram encaradas como sendo brincadeiras, até mesmo por fãs como Elio Garcia. E de fato Lindelof falou em tom de brincadeira sobre o ocorrido em uma entrevista do mesmo dia (05/04/2011), ainda que pontuando a palavra turd e dizendo que a levou pro pessoal quando GRRM assim se referiu a LOST.
A última vez que Martin foi confrontando com o assunto foi em uma entrevista de julho de 2011. Nesta ocasião, porém, GRRM não voltou a comentar especificamente sobre LOST, apenas ressalvou que finais são difíceis e elogiou o bom trabalho de Tolkien em Senhor dos Anéis.
A partir daí, Lindelof ficou anos falando sozinho.
Em uma entrevista de setembro de 2013 (ano em que Lindelof deixou o twitter por causa do péssimo tratamento que recebia dos fãs de Lost), Damon voltou a falar da crítica de Martin, do termo turd e fazer piada com isso.
Mas o tom de brincadeira não se repetiu em 2014, quando Lindelof disse ao New York Times que não repetiria os erros de LOST em seu novo show "The Leftovers". Como Game of Thrones estava em crescente popularidade, a crítica de Martin foi lembrada pela reportagem, até porque a fala de Damon estaria dando certo crédito a ela.
No final de 2015, Damon saiu em defesa da 5ª temporada de Game of Thrones contras as críticas de fãs que alegavam queda de qualidade no show (pessoas como eu e você!), mas que havia um lado dele que desejava que a série fracassasse para fazer Martin experimentar do próprio veneno:
Você só precisa demonstrar excelência uma vez por temporada para que eu ache a temporada inteira como excelente ou o programa inteiro como excelente. E Game of Thrones é capaz de fazê-lo em qualquer momento.
[...] há um lado schadenfreude de mim dizendo: "Bem, eu meio que espero que Game of Thrones seja péssimo no final também, para que eles saibam qual é sensação de ter alguém dizendo isso para você."
Quatro anos depois, o natal chegou mais cedo para Damon Lindelof. A season finale de Game of Thrones foi comparada a LOST algumas vezes, recebeu péssimas críticas e foi odiada pela esmagadora maioria do fandom. Como não podia deixar de ser, dois meses depois do fim de Game of Thrones (junho de 2019), Lindelof veio colocar em dia seu monólogo de 8 anos com uma mensagem de inspiração shadenfreudiana em sua conta no instagram.
A mensagem exibia o título de uma reportagem que reproduzia parte de uma fala de Martin, sobre a internet ter mudado os fãs para pior e que, por vezes, eles podiam ser tóxicos. Assim falou Lindelof:
Eu concordo com você, George. E continuo sendo um grande fã do seu trabalho. Dito isto, sempre me perguntei se você seria a Casa Stark ou a Casa Lannister ... agora eu sei que é a Casa Vidro. Vamos parar de jogar pedras, certo? #Turd #TheNorthRemembers
Eu gostaria de saber que pedras são essas que supostamente Martin estaria atirando. Eu não as encontrei em minha pesquisa. Caso alguém as ache, estou à disposição e interessado.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]